Serviço de Desentupidora em São paulo

Acampados no aeroporto e sem dados para retornar, colombianos recebem ações e ações sociais para crianças | Coronavírus


Um grupo de 20 voluntários conduziu doações na última quinta-feira aos mais de 200 colombianos que estão acampados no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na Grande São Paulo, ainda sem perspectiva de retorno ao país.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Foram entregues alimentos, roupas, brinquedos e cobertores. São 130 mulheres, 74 homens e 25 crianças, entre elas um bebê de apenas um mês. Eles estão divididos em dois saguões.

Representantes de três ONGs unidas no grupo "Conectados do Terceiro Setor", eles ainda fizeram uma apresentação para crianças, com visita de um homem vestido como pirata Jack Sparrow, filmes piratas do Caribe, para uma conta de histórias. "São muitos dias. Como crianças já começaram a ficar ali", relatou Ricardo Martins, o voluntário que se fantasia.

Voluntário conta história para crianças colombianas no aeroporto de Guarulhos – Foto: Divulgação / Agner Borges

O grupo se mobiliza agora para obter um local na cidade em que os estrangeiros podem tomar banho. Não há chuveiros disponíveis no aeroporto, onde já existem cerca de 15 dias.

"Já experimentou um ônibus para transporte, mas ainda falta o local. Estamos vendo com hotéis da cidade, mas uma opção pode ser os vestiários do estádio do Flamengo de Guarulhos", disse o empresário e voluntário Wesley Oliveira, sobre o estádio municipal Antônio Soares de Oliveira.

Voluntário conta história para crianças colombianas no aeroporto de Guarulhos – Foto: Divulgação / Agner Borges

Os ônibus voluntários também fazem parcerias com lavanderias da cidade para higienização das roupas.

O uso de máscaras é obrigatório e apesar da aglomeração, até o momento Nenhum sintoma de Covid-19. Há um idoso entre os colombianos.

Voluntários no aeroporto de Guaurulhos – Foto: Arquivo pessoal

Eles sobrevivem com doações e usam uma parte externa do aeroporto para cozinhar em fogões improvisados. "Vamos comparar enquanto eles se isolam aqui, com os mesmos limites. Mas não queremos fazer a festa de seis meses das crianças que estão acampadas no aeroporto. Queremos que eles vão para a Colômbia, o movimento é para o que eles consigam voltar", disse Ricardo Martins.

A maioria dos colombianos trabalha em São Paulo, em confecções de roupas no bairro de Brás, e acaba ficando sem emprego por conta de pandemia de coronavírus.

A Prefeitura de Guarulhos não tem condições de bancar um hotel para mais de 200 pessoas e cobra o governo colombiano que fornece providências urgentes. Instituições de direitos humanos do país vizinho vêm sendo acionadas para fazer pressão interna nos políticos do país.

Segundo o site do Consulado da Colômbia, há um voo humanitário previsto para retornar a Bogotá em 4 de junho. Como vagas, porém, devem ser selecionados para outros colombianos hoje espalhados no Brasil, que pagarão pelos bilhetes.

Os colombianos acampados no aeroporto de Guarulhos alegam não usar recursos para bancar como ingressos e nem pagar 14 dias de hospedagem no hotel que poderão retornar ao país como forma de isolamento social obrigatório.

Voluntário conta história para crianças colombianas no aeroporto de Guarulhos – Foto: Divulgação / Agner Borges



Fonte: Post Completo