ACSURS cria Percentagem para falar sobre o controle de javalis no Rio Grande do Sul – O Presente Rústico


Em vigor desde 18 de setembro, a Lei Universal de Proteção de Dados (LGPD veio para mudar as relações entre as empresas e as pessoas. E isso é muito bom. “Sempre ocorreram nossos dados, porquê CPF, coletados por farmácias, hotéis, eventos e outros especificações. E nunca nos preocupamos em saber o que fariam com nossas informações pessoais. Sem perceber, forneceremos dados importantes sem nos preocupar se realmente era preciso ser coletados e se armazenados de forma segura ”, alertou Karen Borges, advogada perito em Recta Do dedo e Proteção de Dados no Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br, durante webinar da série ABMRA Talks, que teve porquê tema medial “A informação do agro na era da Lei Universal de Proteção de Dados (LGPD). que muda? ”Realização da Associação Brasileira de Marketing Rústico e Agronegócio (ABMRA).

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Nos últimos anos, o vazamento de dados ocorre de maneira exagerada, sem controle. Os dados pessoais separam a ser coletados sem controle e regras. Sendo compartilhados entre as instituições e empresas. Quase nunca foram armazenadas de forma segura. Essa divulgação sem controle das informações das pessoas trazem cada vez mais prejuízos aos titulares. “Por isso, a urgência de uma lei específica para coleta, uso e proteção dos dados”, explica Karen Borges.

“Para muitos, os dados representam o novo petróleo, o que gerou procura incansável por fabricar, comandar e negocias banco de dados. Dessa forma, antes da LGPD a regra era quanto mais dados nas mãos melhor. Hoje, menos é mais. Temos de debutar a pensar cada vez mais em privacidade ”, alerta a advogada. “Já tínhamos no Brasil, algumas leis que tratavam o matéria de forma genérica, porquê a Constituição Federalista, o Código de Resguardo do Consumidor, entre outros. Mas era necessária uma lei específica. E ela chegou para oferecer segurança jurídica para os titulares dos dados, assim porquê para as empresas que os detêm e utiliza. “É um progresso. O Brasil está entre os países preocupados com esse tema, sendo um responsabilidade e diferencial para as empresas atuarem em compliance com a lei ”.

Para Reges Bronzatti, Diretor da Processor Soluções de Tecnologia para Negócios, jurista, Perito em Recta Do dedo, Contratos e Negociações em Tecnologia e Rabi em Ciência da Computação, quando as empresas são transparentes, elas têm proveito de imagem têm resultados melhores no seu campo de atuação.

“Temos de lembrar que todos nós transitamos dados pessoais e a LGPD veio para respeitar essas informações. Por isso, dados e negócios estão conectados: quanto mais eu estiver ligado a pessoas mais vendas vou fazer. É preciso respeitar a legitimidade, que diz: não injúria! Na LGPD, vende mais quem pergunta mais. E isso precisa ser feito até para saber mais do cliente ”, destaca Bronzatti.

O Diretor da Processor Soluções de Tecnologia para Negócios explica que a LGPD é uma consequência de porquê são feitos os negócios nos últimos 40 anos. “Quando passamos a saber as mídias digitais, porquê o Facebook, influenciando as vantagens americanas, por exemplo. Veja que relevante: uma empresa mudando algoritmo do Facebook para levar o voto das pessoas. Isso significa que chegamos ao vértice do excesso em termos de manipulação. Por isso, é importante ter a religião ”, explica.

Reges Bronzati lembra que o horizonte será cada vez mais do dedo. “A LGPD tem de ser encarada porquê uma utensílio de estratégia corporativa, na qual o possuidor precisa estar presente. Não adianta terceirizar para a TI ou o Jurídico. É extremamente importante ter informação e colaboração, narrar com comitê multidisciplinar para falar de vários assuntos ao mesmo tempo, além de reduzir riscos e evitar o uso indevido de dados. Principalmente, é preciso mudar o comportamento do ser humano. As pessoas só mudam com alguma consequência ou prejuízo ”, finaliza.

Carlos Alberto Silva (Carlão), CEO do Grupo Publique e Diretor da ABMRA, lembra que negócios são feitos entre pessoas. “O relacionamento pessoal é o que gera mais venda. Não dispenso uma boa conversa com meus clientes e vejo que isso gera muito mais negócios. Nunca foi tão verdade fazer mais negócios com os mesmos clientes e isso acontece sempre que você escuta mais, conversa mais e pergunta mais. Aliás, indagação mais esconde também uma urgência, significa aprender a ouvir. Às vezes só perguntamos e não sabemos ouvir. E isso é fundamental. O vestuário de ser o mundo do dedo não significa ser impessoal. O do dedo ajuda, evidente, mas em determinado momento é preciso perguntar. A LGPD normatiza essa relação entre as pessoas, entre as pessoas e as empresas e empresas. Isso é muito bom. Mas temos de sempre voltar à origem: nos transmitir melhor ”.

Para Max Lannes, Diretor de Do dedo do Via Rústico, o tema é importante e precisa ser mais discutido. “Todos precisam fazer o visível. O comportamento do dedo precisa ser porquê o comportamento físico, sendo correto. Isso é bom para o usuário, para as companhias e para todo o ecossistema. Ou por outra, falta à população ter esse conhecimento da novidade lei. Ainda não existe perspicuidade para o consumidor final. Falta um consistente trabalho de informação. O evento da ABMRA é importante para levar uma cultura correta dos dados a todas as camadas ”.

Alberto Meneghetti, Diretor da ABMRA, destaca a valia de sentido porquê a ingressão da LGPD fará com que as empresas se adequem às novas regras, além de traçar diretrizes de práticas de informação e comerciais. “Mais de 8% das empresas brasileiras ainda não estão preparadas para essa transformação. Por isso, temos de discutir e falar mais sobre os impactos e benefícios da lei de proteção de dados na relação entre agências, leads e clientes ”.

O Webinar ABMRA Talks sobre a Lei Universal de Proteção de Dados está disponível no YouTube da ABMRA.

Manancial: Assessoria



Manancial: Post Completo