Chuvas em fevereiro nas regiões de Piracicaba e Campinas causam estragos em pontes e estradas | Piracicaba e Região


Como as luvas que atingem as regiões de Piracicaba (SP) e Campinas (SP) durante o mês, passam estragos em algumas cidades, que causam transtornos aos moradores. Entre os estragos, há ponte e asfalto que cederam.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Em Piracicaba, na estrada que liga a cidade ao distrito de Anhumas, uma cratera se forma de um lado no outro dia 10 de fevereiro. Na tubulação abaixo da pista passa o Córrego Jioinha e a força da água fez com que o asfalto cedesse.

O Asfalto abriu caminho pela Estrada do Pau Queimado, em Piracicaba - Foto: Divulgação / Sema O Asfalto abriu caminho pela Estrada do Pau Queimado, em Piracicaba - Foto: Divulgação / Sema

O Asfalto abriu caminho pela Estrada do Pau Queimado, em Piracicaba – Foto: Divulgação / Sema

Os motoristas foram desviados para uma estrada de terra, mas agora o acesso é feito por um desvio no lado da pista. O local está sinalizado e os veículos precisam reduzir a velocidade para seguir.

Segundo um morador, uma tubulação que está sendo usada no local é bem menor do que existe.

"Faz dez dias, ele rodou, lá veio e empurrou outro tubo e empurrou pedra em cima de novo. Ele vai rodar de novo", analisou o agricultor Dirceu Campos.

Uma das preocupações dos moradores também é uma safra de cana-de-açúcar, já que os transeuntes podem passar por esse desvio da estrada.

"Você só pode quebrar o galho porque o mesmo não é seguro. Caminhão mais pesado, ônibus com passageiro também fica difícil de passar, mas fazer o que? Vai ter que esperar", lamentou o agricultor Valdir Castilho.

Em Valinhos (SP), a passagem de chuva caiu em uma ponte, que era a principal ligação da Rodovia Doutor Flávio de Carvalho no bairro Fazenda Capuava. UMA EPTV, afiliada TV Globo, flagra um morador passando em cima de uma tubulação, em cima de Ribeirão Pinheiros, carregando uma bicicleta para chegar ao outro lado.

Ponte que dá acesso ao bairro Fazenda Capuava foi interditada em Valinhos (SP) - Foto: Márcio de Campos / EPTV Ponte que dá acesso ao bairro Fazenda Capuava foi interditada em Valinhos (SP) - Foto: Márcio de Campos / EPTV

Ponte que dá acesso ao bairro Fazenda Capuava foi interditada em Valinhos (SP) – Foto: Márcio de Campos / EPTV

A prefeitura está fazendo obras de reconstrução, mas o caminho alternativo é uma estrada de terra que aumenta o tempo da viagem.

"Essa pinguela, com tubo, vai dar problema e alguém vai cair. Ou se você voltar, depois de 800 metros e se aproximar da linha de trem, que é outro perigo também (…) Alguma coisa que você pode usar em dez minutos, do Centro ou quem vem de outro lugar, hoje está levando 20, até meia hora para chegar até aqui "", diz o empresário José de Souza.

Além disso, uma ponte também é de acesso à Associação Cultural Educacional Social e Assistencial Capuava (Acesa). Segundo diretor administrativo da instituição que atende pessoas com deficiência, Odonel Gonzales, ou o caminho alternativo passa por uma propriedade particular, ou que dificulta o acesso.

"É uma rua dentro de uma fazenda. Isso também causa um problema sério, porque as pessoas simplesmente não encontram o caminho para chegar até a nossa entidade. Tanto quanto um dia tivemos que suspender este atendimento e os nossos funcionários também não conseguiram chegar", conta o diretor administrativo Odonel Gonzales.

Ele lembra um bazar realizado no período em que caiu na ponte vendeu metade do previsto. Uma estrutura concedeu o dia 10 de fevereiro e o prazo é de mais de 60 dias para que a situação seja normalizada.

Em Mogi Guaçu, uma força da água da chuva derrubou parte da estrada que liga a cidade ao distrito de Martinho Prado. Nesta quinta-feira (17), um caminhão que passava pelo trecho não enterrado e o motorista morreu.

O caminhão caiu no rio após a ponte com concreto desabar em Mogi Guaçu. - Foto: Ricardo Custódio / EPTV O caminhão caiu no rio após a ponte com concreto desabar em Mogi Guaçu. - Foto: Ricardo Custódio / EPTV

O caminhão caiu no rio após a ponte com concreto desabar em Mogi Guaçu. – Foto: Ricardo Custódio / EPTV

Uma rota mais segura, que deve ser usada para veículos pesados, é o caminho Mogi Mirim-Conchal, até chegar ao distrito de Martinho Prado. Para carros, uma alternativa é uma estrada de terra no meio de um canavial.

O que dizem como prefeituras?

Em Piracicaba, um município informado que a obra está sendo feita e espera concluir no cronograma inicial, há 30 dias. Ressaltou, também, que depende das condições climáticas. Sobre o desvio, ele diz que está sendo monitorado e passa por manutenções especiais.

Já em Valinhos, um prazo de 60 dias para concluir a conclusão é mantido, então deve ser concluído no início de abril. Também informou que períodos chuvosos podem causar atrasos. Sobre os moradores que se arriscam na tubulação, a administração diz que não é possível fazer uma passagem e a recomendação é o sinal pelos caminhos alternativos.

Já em Mogi Guaçu, o governo diz que ou continua interditado e sem previsão de liberação. A construção de uma nova ponte está em análise.



Fonte: Post Completo

Leave a Comment