Confeco de mscaras garante renda de artes e costureiras


Com como colegas, Maria Jos
Com como colegas, Maria Jos Nunes (centro) vende mscaras estilizadas de proteção contra o coronavrus (foto: Minervino Jnior / CB / D.A Press
)

Com ou sem estimativa, da cor que desejar. Comomscaras caseirasforam permitidos pela Organização Mundial da Sade (OMS), e o uso deles no Distrito Federal tem dados para tornar obrigatório para toda a população como aliada ou combate a propagação de novocoronavrus. Alm de eficiente, um equipamento que pode ser confeccionado em casa. Na capital,artessecostureirasaproveitar o momento para retornar os produtos. O número de pedidos, em mdia, chega a 30 por dia. Uma atividade também é uma forma de pagamento como contas do ms.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Durante apandemia, uma costureira Maria Jos Nunes, 61 anos, pensou em uma solução para uma volta às atividades no ateliê de costura dela. “Estava sem fazer nada em casa e pensei em produzir mscaras caseiras. Publique alguns modelos em um grupo com como meus clientes e uma iniciativa como dar certo ”, conta. As funcionrias, que tambm tinham paradoxo, foram chamadas para voltar a trabalhar. “Dessa forma, voltamos a produzir. Trs costureiras me oferecer e uma outra embalagem de produtos ”, conta.

Os especialistas na área de costura e os tecidos de tecidos foram essenciais nas confecções. “Estou me virando com o que eu tenho. Sempre guardei muitos tecidos ”, explica a costureira. Apesar do lucro ser baixo, o dinheiro ajuda Maria Jos a pagar como contas. “Estava desesperada antes. Agora, você vai conseguir pagar o aluguel do estabelecimento e tirar um pouco para comprar comida. ” Uma mscara sai por R $ 12. “Tambm faça promoes. Na compra de duas, o preço fica em R $ 25 ”, divulga uma costureira.

Marcele Gonzalez (E) faz, em m
Marcele Gonzalez (E) faz, em mdia, 40 mscaras por dia e criou o modelo tiara (D) (foto: Arquivo Pessoal)

Desempregada, um autônomo Dbora de Freitas, 40 anos, foi assessorado pela amiga Renata Cavaleto, 37 anos, que produz mscaras. “Com a ajuda de minha mãe, que costureira, eu confecciono os itens de proteção e depois entregamos para a Renata, porque ela tem jeito de vender”, explica Dbora. Como um empreendimento fez trabalhos manuais antes da pandemia, havia bastante tecido na casa dela. “A gente pretende produzir em todos os materiais acabados. Uma experiência foi muito boa, e eu aprendi que, diante de uma dificuldade, sempre é possível aprender algo bom ”, refletiu Dbora.

Eficincia garantida

(foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal
)

Para ser eficiente como uma barreira física, uma caixa de mscara precisa seguir algumas especificações. preciso que uma mscara tenha pelo menos duas camadas de pano de fundo, ou seja,dupla face. “E mais uma recomendação importante: ela individual”, explica a médica Ana Helena Germoglio. O uso do dispositivo recomendado apenas para pessoas assintomáticas. “Quando uma pessoa apresenta algum sintoma respiratório, recomenda-se que utilize uma máscara cirúrgica”, explica um infectologista. Mas no adianta use-las sem higienizar como mos. “Necessário que uma pessoa não fique tocando na superfície do tecido”, recomenda.

As mscaras caseiras podem ser feitas emalgodo,tricoline,TNTou outros tecidos, desde que desenhados e higienizados corretamente. Elas devem ser feitas na medida correta, cobrando totalmente a boca e o nariz, e devem estar bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais. “Tambm precisa ser trocada uma ou duas vezes ao dia. Depois de usar, higienizadas com água, sabão e água sanitária ”, recomenda uma doutora.

Criatividade

A ideia de vender como mscaras veio por acaso para a professora de costura Marcele Gonzalez, 24 anos. Como os vizinhos fazem o show em que a mãe, no Lago Norte, sabiam que ela custou, como fazer um pedido para casais e para o namorado. “Foi que percebi que poderia fazer uma renda extra com um confeco.” A instrutora ainda recebe pedidos de bandas cirúrgicas para profissionais de sade. “Certa vez, uma mdica perguntou se eu fiz o adereo. Fiz e vi que deu certo, comecei a divulgar-lo tambm ”, conta. Como diferencial, ela e eu, Denise Gonzalez, também pensaram em um produto especializado: uma mscara-tiara. “Foi uma forma de duas pessoas pensarem em algo novo, que também eram práticos para as pessoas que se incomodavam com os atrativos da orelha”, explica uma costureira.

As iniciativas a ajudaram financeiramente. A costureira consegue fazer 40 mscaras por dia. “Isso é como eu vejo e produzo à noite”, explica. “Trabalho sob encomenda, não é possível fazer entrega pronta”, acrescenta. A higienização do local e das ervilhas também é uma preocupação para uma vendedora. “A cada duas horas, faça uma pausa para limpar o espaço. Quase assim, tenho o sacrifício de limpar uma máquina e agulhas ”, conta Marcele.

Uma variedade de estampas de Marcele chamou a atenção da clientela. Como no caso de Tatiane Torquato, 32. Um autnoma ficou animado com um mscara de tecido de oncinha. A estampa tambm fez sucesso no local onde ela trabalha. “Como as pessoas elogiam e falam que se identificam comigo”, conta Tatiane. A escolha da arquiteta também foi tornar o momento de cuidado e proteção ainda mais leve. “Alm de definir a minha personalidade, como pessoas acham gravam um indumentria. Uma pessoa tira o peso de lidar com uma doena em si e fica mais leve para lidar com ela ”, refletiu Tatiane.

Com produtos parados no início da pandemia, um designer Flvia Amadeu, conhecido por trabalhar com moda sustentável, selecionar como Funtastic Mask !, em parceria com Ratori, estúdio de design especializado em superfícies com plásticos reciclados. “O produto feito com borracha e plástico reciclado”, explica uma empresária. Com uma venda de mscaras, 20% do valor das vendas sero usadas s comunidades ribeirinhas, colaboradores da marca. “Temos que pensar em opções que podem adaptar e que menos agressivas ao meio ambiente”, reforça Flvia.

M
Mscaras coloridas e estampadas estão ganhando mercado (foto: Arquivo Pessoal
)

Preveno

O Governo do Distrito Federal torna obrigatório o uso de mscara de proteção individual para toda a população a partir de 30 de abril. A medida acompanha a decisão de flexibilização do isolamento social com a reabertura de parte do comércio, salvo bares, academias e restaurantes. Quem não cumpre a determinação de estar sujeito a multas e publicidade e pode ser punido pelo crime de infra-estrutura de medida sanitária preventiva – uma pena variável de um ano a um ano, segundo o Cdigo Penal.

Usar e higienizar

Em primeiro lugar, preciso dizer que um indivíduo mscara. Não pode ser dividido com ningum, nem comigo, filho, irmo, marido, esposa etc. Entre, se sua família é grande, saiba que cada um tem que ter sua;

Uma mscara pode ser usada e ficar mida. Depois desse tempo, trocarte preciso. Então, o ideal que cada pessoa tenha pelo menos duas mscara de pano de fundo;

Mas ateno: um mscara serve de barreira fsica ao vrus. Por isso, preciso que ela tenha, pelo menos, duas camadas de pano de fundo, ou seja, face dupla;

Tambm importantes elsticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano de fundo está sempre protegendo a boca e o nariz e não restando espaços no rosto;

Use um mscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com, pelo menos, uma reserva e leve uma sacola para guardar uma mscara suja, quando precisar trocar;

Chegando em casa, lave as mscaras usadas com água sanitária. Deixe o molho por cerca de 30 minutos;

Para cumprir esse erro de proteção contra o coronavrus, sirva qualquer pedaço de tecido, desmanchar a camisa velha, cala antiga, cueca, cortina ou o que for.

Fonte: Ministério da Sade

Onde encontrar

Flvia Amadeu

Site: www.flaviaamadeu.com

Instagram: @flaviaamadeudesign

Marcele Gonzalez

Instagram: @marcelegonzalez

Contato: (61) 98122-2896

Maria Jos Nunes

Contato: (61) 98518-6634

. (tagsToTranslate) máscara caseira (t) onde comprar máscara (t) máscara df (t) coronavírus (t) covid-19 (t) máscara de proteção



Fonte: Post Completo