Debate online analise os impactos das queimadas na qualidade do meio ambiente


Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Saúde, fauna, flora, solo, ar, ciclo da água e matas nativas são fortemente afetadas pelas ações dos seres humanos

Para celebrar os 43 anos do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, sediado em Birigui, no interior de São Paulo, um Polícia Militar Ambiental promoveu uma viver nesta terça-feira (23), que abordou os “Impactos das queimadas na qualidade do meio ambiente”. O evento contou com a participação de representantes da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), por meio da Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade (CFB), e da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Na abertura, o coronel Paulo Augusto Leite Motooka, comandante do PAMb, destacou que, em 2019, foram consumidos 318 mil milhas de área florestal no país, um aumento de 86% na relação até 2018, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais ( Inpe). “Os incêndios causam grandes estragos no meio ambiente, mata nativa, saúde pública, impacto no ciclo das águas e causa morte de animais silvestres”, disse.

Uma das ações do Governo do Estado para coibir os incêndios florestais é uma Operação Corta-Fogo, coordenada pelo SIMA / CFB, com participação do Corpo de Bombeiros, da Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC), subordinada à Casa Militar, da Polícia Militar Ambiental, da Cetesb, da Fundação Florestal (FF) e do Instituto Florestal (IF).

A diretora-presidente da Cetesb, Patrícia Iglecias, abordou o avanço de São Paulo na redução da queima de palha de açúcar, por conta do Protocolo Agroambiental Etanol Verde, que contribuiu para diminuir como queimadas.

“Na prática, cerca de 10 milhões de toneladas de CO2 eq e 64 milhões de toneladas de poluentes atmosféricos liberados de ser emitidos, impactando na qualidade do ar. E isso, graças à inovação e implementação de novas tecnologias ”, concluiu.

Queimadas

Uma forte redução das queimadas autorizadas mudou o foco da Polícia Militar Ambiental para as queimadas não autorizadas, que afetam diretamente o meio ambiente. Uma fauna silvestre também sofre como conseqüências desses atos.

O coordenador de Fiscalização e Biodiversidade, Sérgio Marçon, disse que bugios, preguiças, gambás, ouriços e grandes felinos são os mais prejudicados. “Embora tenhamos tido uma redução no atendimento de animais com sinais de queimaduras nos Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), trabalhamos para organizar uma rede de parceiros para atender às vítimas dessas doenças”, informou.

O principal Alessandro Daleck Moreira explicou que o trabalho da Polícia Militar Ambiental não combate as queimadas segue as regras para coibir e responsabilizar pelos culpados pelas queimaduras e mitigar os danos. Ele adicionou que setores como o sucroenergético têm contribuído para evitar essas ocorrências.

“Precisamos também da colaboração da população denunciar casos de incêndios e soluções de balões para a Polícia Militar Ambiental, que executam uma ação ainda mais eficaz”, enfatizou.

O evento, que foi transmitido pelo canal do YouTube da SIMA, contou com a mediação do apresentador e jornalista Lúcio Ramos, da TV Tem.



Fonte: Post Completo