Movimentos negros denunciados à OEA policial que pisou no pescoço de mulher na Zona Sul de SP | São Paulo


O movimento Coalizão Negra por Direitos (CND), formado por 150 ações e movimentos negros do país, entra nesta terça-feira (14) com uma apresentação contra a Polícia Militar de São Paulo e o governador João Doria (PSDB) na Organização dos Estados Americanos (OEA), exigindo providências no caso de comerciante negro que teve o pescoço atingido por um PM em Parelheiros, na Zona Sul de São Paulo.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

No document, a Coalizão Negra by Direitos Justificáveis ​​para a Polícia do Estado de São Paulo protagoniza "cenas de violações e violações contra a população negra do Estado, em especial aquelas que são perigosas na periferia".

"A violência contra essa mulher negra e periférica ocorreu cinco dias após a morte de George Floyd, cinco dias depois de um policial ter sido atacado por um homem negro e ter sido atingido com tanta repercussão, aqueles que estão aqui se sentiram legitimados para realizar o mesmo ato, já sabendo que aqui não é responsável. Por muito pouco esse comerciante não teve sua vida tirada. Por muito pouco ela também não morreu porque não conseguiu mais respirar ", afirma o coletivo.

Na denúncia enviada à OEA, um Coalizão Negra por Direitos que solicita que o estado de São Paulo seja responsabilizado penal e administrativo por policiais que cometem crimes e abusos, além de solicitar ou afastar definitivamente as ações de segurança, uma necessidade de revisão dos protocolos de segurança abordagem da polícia e criação de mecanismos internos de controle social que são considerados atividades abusivas.

"É urgente uma ação por parte desta ilustração ilustrativa para que os ataques violentos contra negros e negros brasileiros, por parte daqueles que têm uma missão institucional de executar nossa proteção", afirma uma petição ao CND.

O Palácio dos Bandeirantes gravou por meio de nota que o governador João Doria, assim como a ocorrência, determinou o afastamento imediato dos policiais envolvidos no caso e afirmou que esse tipo de comportamento é inaceitável.

"No final do mês passado, o Governo de SP lançou um programa para recuperar os integrantes da corporação. O objetivo é reorientar uma tropa e evitar a repetição de casos de violência, que não honram a qualidade da PM de SP", disse uma nota do governo paulista.

O G1 também procurou a Polícia Militar para falar sobre uma denúncia na OEA, mas não teve retorno até a publicação da reportagem.

Número de mortos por PMs é registrado em SP