MP pede à polícia que investigue vazamentos de dados de moçoila estuprada no ES | Espírito Santo


O vazamento já é investigado pelos ministérios públicos Federalista e Estadual.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

O MPES requisitou que a polícia investigue todo o tipo de vazamento ocorrido desde o momento em que uma moçoilo buscou o primeiro atendimento médico no hospital de São Mateus.

O Ministério Público entende que “a exposição precoce do caso ocorreu as dificuldades para o séquito do protetor da vítima e potencializou a sobremaneira do sofrimento da moçoilo”.

Segundo o MPES, diante da amplitude das divulgações feitas o nome da moçoilo e do hospital em que ela realizou o procedimento de interrupção da prenhez, houve “constrangimento grave”. O órgão também apontou que uma divulgação “revitimizou a moçoilo”, por conta das manifestações realizadas no hospital.

O MPES divulgou ainda que foram remetidas cópias da ação cautelar ajuizada pelo MPES, no próprio dia das postagens da extremista Sara Giromini, ao Ministério Público do Região Federalista e Territórios (MPDFT), sítio onde as postagens foram feitas.

O MPES entrou com ações contra Sara e um varão morador de São Mateus.

A Polícia Social informou que o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Infrações e Outros (Dipo) de São Mateus e que “todas as medidas legais foram adotadas e estão tramitando dentro do prazo permitido”.

“Para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada”, disse a polícia.

Sede do MPES – Foto: Divulgação / MPES

A moçoila interrompeu a prenhez em Recife por ordem da Justiça.

A saída da moçoilo do Núcleo Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) foi confirmada nesta quarta (19), mas a data e horário da subida e o tramontana da moçoila não foram divulgados.

A família da moçoila aceitou participar do Programa de Suporte e Proteção às Testemunhas, Vítimas e Familiares de Vítimas da Violência (Provita), oferecido pelo Governo do Espírito Santo e que prevê esteio porquê mudança de identidade e de endereço.

Família de criança estuprada aceita entrar em programa de proteção do ES

Família de moçoilo estuprada aceita entrar em programa de proteção do ES

O tio da moçoila, de 33 anos, foi recluso em Betim, em Minas Gerais. Depois de recluso, o tio foi ouvido pela polícia, mas o texto do testemunho não foi divulgado. “Informalmente” ele teria confessado o afronta aos policiais que fizeram a prisão.

O varão seguiu para o Multíplice Penitenciário de Xuri, em Vila Velha, na Grande Vitória. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e ameaço e estava homiziado desde a última semana.

A Polícia Social do Espírito Santo já completou, do Instituto de Genética Judicial de Pernambuco, os perfis genéticos do feto e da moçoila.

Segundo a polícia, os perfis genéticos estão sob estudo no Laboratório de DNA da corporação para que sejam feitas as confrontações com o perfil do tio da moçoila.

Ainda de convenção com a polícia, o material biológico do recluso já foi coletado para processamento.

Perfis genéticos do feto e da menina que engravidou após ser estuprada já estão no ES

Perfis genéticos do feto e da moçoila que engravidou depois ser estuprada já estão no ES

MENINA DE 10 ANOS ENGRAVIDA APÓS ESTUPRO NO ES



Nascente: Post Completo