Polícia de Campinas investiga ação de estudante de direito suspeito de atuar como advogado | Campinas e Região


A Polícia Civil de Campinas (SP) investiga o caso de um estudante de direito suspeito de atuar como advogado. O jovem prestou depoimento nesta terça-feira (4) no 4º Distrito Policial (DP) e responderá em liberdade a um processo por exercício ilegal da profissão. O defensor do jovem nega uma irregularidade.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

O caso foi interrompido na polícia depois de uma promoção desconfiada da atuação do rapaz. Daniela Cristina da Silva disse que o rapaz se identificou como colega de profissão em reuniões para um acordo trabalhista, mas, segundo ela, "não sabia se mostrando".

"Ele identificou pro meu pai e para mim como advogado. (A dúvida) Surgiu a partir do momento em que ele não soube me descrever qual era a pretensão do cliente dele. Ele não sabia descrever quais verbas ou o cliente queria seguir o acordo. uma conversa, e solicite que ele encaminhe uma proposta de acordo por e-mail. Ele encaminhe uma proposta totalmente esdrúxula. "

Segundo Daniela, em nova reunião nesta terça-feira, o jovem critério admitido não ser advogado e como partes até a Polícia Civil.

Presidente da OAB Campinas, Daniel Blikstein disse que não existe nenhum registro ativo suspeito, nem como estagiário de direito nem como advogado.

"É um exercício ilegal de advocacia, e outras médias que serão feitas pelo delegado. Porque ele pode ser passado por uma pessoa que não era, usar o número da ordem de um outro advogado, então podemos usar outras implicações aqui nessa utilização. "

O representante do estudante, Ícaro Batista, negou que o cliente tenha cometido uma irregularidade.

"Ele disse que sempre foi representado por advogados, sempre que aparece como estagiário, nunca como advogado", afirmou.

Caso foi registrado no 4º DP de Campinas - Foto: Reprodução / EPTV Caso foi registrado no 4º DP de Campinas - Foto: Reprodução / EPTV

Caso foi registrado no 4º DP de Campinas – Foto: Reprodução / EPTV



Fonte: Post Completo

Leave a Comment