RÁDIO MARINGÁ – Há 12 anos Corinthians perdeu Carbone, ídolo dos anos 50


Um dos grandes álbuns do Corinthians nos anos 1950, época que figura entre as mais gloriosas da história do clube, nos deixou exatamente 12 anos atrás. O meio campista Carbone, de mais de 100 gols e 200 jogos com camisa alvinegra falecida em 25 de maio de 2008, a 80 anos. (MAIS…)

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Brasileiro, mas de família italiana, Rodolpho Carbone nasceu em 2 de novembro de 1927, em São Paulo. Seu início no futebol também deu na capital paulista, quando ingressou nas categorias de base da Juventus em 1945. Dois anos depois, ascendeu ao futebol profissional pelo mesmo tempo.

Em 1951, ele deixou a Juventus e chegou ao Corinthians, no mesmo período em que o clube contratou o goleiro Gylmar dos Santos Neves. E uma qualidade do meio-campista ofensivo sobressaiu rapidamente. Estreou pelo clube já marcando gol, na partida diante do Nacional de Rolândia (PR), contribuindo para triunfo por 5 a 2.

Carbone usa camisa 10 e, dentre os jogos oficiais e amistosos, marcaria 36 gols naquele ano. Foi um dos responsáveis ​​pela conquista do título do Paulistão desse ano. Seu nome até apareceu em um trecho de uma música: “Carbone é o Artilheiro Espetacular”, sem samba composto por Alfredo Borba em homenagem a equipe que também tinha Cláudio, Luizinho, Baltazar e Mário, na campanha de mais de 100 gols marcados.

Carbone seguiu como titular por mais dois anos, conquistando também o estado, mas com menos regularidade. Em 1954, participou da conquista do Torneio Quarto-Centenário, alternando entre o titular do tempo e a reserva na maior parte do tempo. Atuou no Timão por mais de três anos e em 1957 foi negociado com o Botafogo.

O ídolo alvinegro iria se aposentar da carreira de atleta sete anos depois em 1964. Depois, voltar ao Timão em outra função: foi o comandante da equipe de veteranos do clube na década de 1980. Ele, que seguiu morando em São Paulo, morreu em decorrência de um infarto e foi sepultado no cemitério da quarta parada, na zona leste da capital paulista.
(Agência Corinthians)

MAIS…



Fonte: Post Completo

Leave a Comment