Secretário de Comunicação se recusa a usar máscara em voo e aeromoça tem que intervir


O secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, recusou-se a usar uma máscara de proteção contra o Covid-19, durante um voo da Gol, de Brasília a Guarulhos, às 19h25 desta quinta-feira.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

Diante da recuperação de outros passageiros, uma aeromoça interveio e pediu a Wajngarten que colocasse a máscara. O secretário argumentou que não precisava por já ter contraído o Covid-19.

Wajngarten foi diagnosticado com Covid-19 em março, depois de viajar para os Estados Unidos acompanha Jair Bolsonaro, em comitê em 23 pessoas que estavam contaminadas.

A funcionária da companhia aérea insistiu que uma medida era uma norma sanitária. Após o segundo pedido, Wajngarten pegou uma máscara e vestiu-se.

Apesar da fala do secretário, o OMS já registrou que ainda não há provas de que uma pessoa que já tenha sido infectada por um vírus coronário esteja imune ao controle ou vírus uma segunda vez.

Procurado para saber se o Wajngarten gostaria de comentar o caso, a Secretaria de Comunicação da Presidência não respondeu à coluna.

(Por Naomi Matsui)

ACESSE A HOME DA COLUNA E LEIA TODAS AS NOTAS, ENTREVISTAS E ANÁLISES

Leia também:

Acompanhe nas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram

Guilherme Amado passou por O Globo, Veja e Extra. Receba os prêmios Esso e Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. É JSK Fellow na Universidade Stanford, e integrante do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos. Fica entre Brasília, São Paulo, Rio e mais uma boa história para contar.
Eduardo Barretto passou pelo jornal O Globo e pelos sites Crusoé e Poder360. Colaborou também para a Associated Press e O Estado de S. Paulo. Estudou na Universidade de Brasília e na London School of Journalism. Fica baseada na Capital Federal, onde busca histórias sobre o poder.
Naomi Matsui passou pela revista Veja e pelo site Poder 360. Também colaborou com O Estado de S. Paulo e o UOL. Cobriu Congresso Nacional, Palácio do Planalto e as eleições presidenciais de 2018. Formado em jornalismo pela Mackenzie, Mora em Brasília, onde cobre como diferentes áreas do poder.

Guilherme Amado passou por O Globo, Veja e Extra. Receba os prêmios Esso e Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. É JSK Fellow na Universidade Stanford, e integrante do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos. Fica entre Brasília, São Paulo, Rio e mais uma boa história para contar.
Eduardo Barretto passou pelo jornal O Globo e pelos sites Crusoé e Poder360. Colaborou também para a Associated Press e O Estado de S. Paulo. Estudou na Universidade de Brasília e na London School of Journalism. Fica baseada na Capital Federal, onde busca histórias sobre o poder.
Naomi Matsui passou pela revista Veja e pelo site Poder 360. Também colaborou com O Estado de S. Paulo e o UOL. Cobriu Congresso Nacional, Palácio do Planalto e as eleições presidenciais de 2018. Formado em jornalismo pela Mackenzie, Mora em Brasília, onde cobre como diferentes áreas do poder.



Fonte: Post Completo