Serviço de Desentupidora em São paulo

Sindipetro-SJC recua verticalmente diante dos bolsonaristas


Um fato ocorrido com o Indicador de Petróleo de São José dos Campos (Sindpetro SJC), uma campanha que estava sendo executada em favor de isolamento social e por Bolsonaro foi interrompido por conta de ataques e ameaças de redes sociais . O ocorrido mostra o que não deve ser feito, em hipótese alguma, diante do avanço da extrema direita.

Desentupidora Daqui da Cidade Faz todos os serviços de  Desentupidora em todos Bairros da Cidade, a qualquer hora do dia ou a da noite pode contar com A Desentupidora Daqui da Cidade atende em qualquer bairro da Cidade e em toda a Região. A Desentupidora da Cidade faz todos os serviços de Desentupimento de Esgoto neste que é um dos Bairros mais querido da nossa Cidade. Caso queira ver nossa tabela de preço para serviço de Desentupidora em Cidade Clique aqui.

Desentupidora Daqui da Cidade atende 24 horas em todos os bairros da Cidade

Desentupidora
Desentupidora Daqui da Cidade
 

O Sindicato realizou uma campanha para usar a cidade ao ar livre com as seguintes inscrições: “Para salvar o Brasil do coronavírus. Em defesa da vida, direitos autorais e empregos ”e com uma remessa“ Fora Bolsonaro ”. Os bolsonaristas locais foram como redes sociais do Sindicato e da empresa proprietária do espaço para fazer ameaças e ataques típicos da escória fascista, o resultado de fato tão trivial, porém, foi ou recuo, uma veiculação da campanha interrompida pela empresa e se aposentou ao ar livre.

A reação do Sindicato Operacional foi capituladora, sua iniciativa foi chamada e realizou um “ato” virtual em defesa da liberdade de expressão, ocorrida no último dia 29/05, e o lançamento de um manifesto também na Internet e em defesa da democracia e da liberdade de expressão. Em vídeo ou presidente do Sindicato, declarado que se limita a tomar medidas judiciais cabíveis para garantir o direito do Sindicato, expor suas idéias e contribuir com o debate público, mas não detalha quais medidas são essas ou se ao ar livre irá retornar.

Não deve ser recuado diante da extrema-direita, ainda mais com um motivo tão fútil. Os Sindicatos e a esquerda devem combater todas as formas de extrema direita. O bolsonarismo, assim como todo movimento fascista ou tipo fascista, tem como um dos seus principais objetivos ou desmantelamento das atividades da classe trabalhadora para realizar brutais ataques aos direitos autorais e como condições de vida das massas populares, deixando o trabalhador usado, sem condições de execução reafirmar uma miséria e a opressão que serão as imposições de maneira ainda mais aterradoras que são hoje.

Qualquer recuo das organizações operacionais é o mesmo tempo e o passo a partir da extrema direita no sentido do seu intento. Se a esquerda não apresentar o espaço político com sua política e sua iniciativa, com extrema direita, que é uma minima mínima, o que faz, aparentar ser bem maior do que é e usar vários setores da esquerda na defensiva.

O Sindicato tem por arma fundamental uma mobilização real, “atos” virtuais não podem vencer a extrema-direita, podem ser muito atividades de mobilização complementares. O Sindpetro-SJC poderia usar uma situação para lançar uma campanha ampla para Bolsonaro e defender os direitos dos trabalhadores na cidade, mobilizando a base da categoria, iniciando uma chamada para outros indicadores. Não permitir que uma empresa permita prestar um serviço pelo qual foi contratado e ampliar uma campanha, tirar milhares de cartas e colar pela cidade, tirar um panfleto denunciar a extrema-direita e o bolsonarismo, não se intimidar, mas responder, reagir energicamente ao bolsonarismo.

É preciso sair nas ruas, como milhares de trabalhadores saindo no mundo todo, ou o Sindicato deve bloquear um ato, tomar as devidas precauções, como proteção e distanciamento social, como está sendo feito em vários locais do país.

Somente a mobilização real pode derrotar ou reforçar, é hora de partir para o ataque.



Fonte: Post Completo